quarta-feira, 30 de abril de 2008

As lentas nuvens fazem sono.



As lentas nuvens fazem sono


As lentas nuvens fazem sono, O céu azul faz bom dormir. Bóio, num íntimo abandono, À tona de me não sentir.
E é suave, como um correr de água, O sentir que não sou alguém, Não sou capaz de peso ou mágoa. Minha alma é aquilo que não tem.
Que bom, à margem do ribeiroSaber que é ele que vai indo... E só em sono eu vou primeiro. E só em sonho eu vou seguindo.
Fernando Pessoa

2 comentários:

Nadja disse...

Muito interessante teu blog! =)

Meu Simples Sentimentos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.